Clínica Odontológica no Porto

Categorias: Clínicas

O espaço a implantar a clínica caracterizava-se por duas fachadas envidraçadas a nascente e a ponte, pela amplitude vertical e pela sua largura relativamente reduzida. Essas características, assim como a orientação solar definiram em grande parte o desenho do espaço.

A área da receção e sala de espera caracterizam-se por uma grande caixa branca que flutua no ar tirando partido da amplitude espacial. O principal fator para a criação deste volume deveu-se à necessidade de controlar o calor excessivo que se fazia sentir nesta área ao final do dia, resultado da luz direta que entra pelo envidraçado da fachada principal. O interior deste grande volume suspenso mimetiza a imagem de um telhado de duas águas, na procura de apelar ao imaginário infantil do individuo, remetendo a uma sensação de reconhecimento e consequente familiaridade. Do “telhado” uma série de lâmpadas flutuam no ar, preenchendo o espaço de luz.
Em termos organizacionais, a grande dimensão da caixa empurra as principais áreas de trabalho para a fachada posterior. Este posicionamento dos gabinetes médicos junto à fachada posterior é tudo menos casual. Devido à orientação solar, estes espaços são banhados diariamente por uma luz reflectida pelo céu que proporciona óptimas condições de iluminação para as actividades a que se propõe o programa. 
 
Lateral ao volume suspenso uma elegante escada guia-nos para a pequena sala de espera situada no piso superior. Debaixo do acesso vertical uma parede espelhada cria a ilusão de um espaço mais largo, resolvendo o problema da estreiteza que se poderia sentir ao entrar na Clínica. Já no piso superior deparamo-nos com uma janela localizada ao nível dos pés que relaciona visualmente os dois pisos. Este elemento é primordial na perceção do espaço. Ao entrar na Clínica o vão recortado na caixa quebra com a clausura da mesma, e conduz o olhar do observador a uma orientação diagonal. A vontade de induzir o observador neste movimento é intencional já que garante ao utente uma perceção automática e inconsciente da real dimensão do espaço.
Por toda a clínica os elementos naturais assumem um papel preponderante. Apelando a uma sensação de frescura e conforto, ajudando no controle de luz direta e de privacidade e cumprindo uma função lúdica em certos casos.
Por exemplo, no gabinete de estomatologia os elementos vegetais localizados no exterior assumem uma grande importância visual. A ideia é criar uma distração ao utente baseada no movimento constante das folhas, assim como nos efeitos luz/ sombra criados pela acção do vento. Assim pretendemos criar um novo foco de atenção ao utente, na espectativa de diminuir qualquer sensação desagradável que possa ser causada pelo tratamento.

TAGS
LINKS
FICHA TÉCNICA

Projeto

Centro clínico


Arquitetura

Paulo Merlini


Contacto

91 257 97 91

merlini.arq@gmail.com


Cliente

Clinova


Local

Rua Dr. José Luís Araújo, Nº 74

C.P._4435-154 Rio Tinto

Gondomar


Data de conclusão da obra

05/ 2012


Fotógrafo

João Morgado


Contacto do fotógrafo

912 905 727

PDFS
Galeria
projetos RELACIONADOS
PUBLICIDADE

3DHR Multimédia

Desenvolvemos projetos em 3D para arquitetura e design interiores

Subscrever Newsletter

Já subscreveu a nossa newsletter?