Complexo Ambiental da Lagoa das Sete Cidades

Categorias: comércio

Complexo Ambiental da Lagoa das Sete Cidades | Eduardo Souto Moura + Adriano Pimenta Arquitectos   

No tratamento das margens das Lagoas trabalhou-se com as seguintes premissas e objetivos: a implantação, o desenho urbano, a construção de zonas de concentração de infraestruturas e de equipamentos de uso recreativo e, o respetivo enquadramento paisagístico de modo a permitir a fruição destes espaços pela comunidade. Sendo a Lagoa das Sete Cidades um local em que existem vários “momentos”, a proposta adapta-se ao contexto da envolvente.

Os edifícios são compostos por uma estrutura metálica modular com múltiplos de módulos de 6,00mx6,00m e 6,00×5,00m. Desta forma adequa-se o número de módulos necessários para cada equipamento. Qualquer um destes equipamentos tem como regra geral a estrutura metálica que o modula, sendo que em alguns é preenchida por painéis e noutros preenchida apenas com caixilharia.

Os equipamentos de utilização reservada (Hangar de Barcos, Balneários e Serviços de Apoio) são edifícios totalmente fechados por painéis de modo a simular a pedra de basalto característica do Açores, mas com características físicas mais vantajosas para a qualidade de construção.

Os restantes edifícios (Clube de Vela e Café-Snack) são compostos por uma metade do edifício fechado com os referidos painéis e outra metade com caixilharia do tipo “Vitrocsa”, sendo que a fachada envidraçada é virada para a Lagoa e para o eixo viário marginal. As entradas para os edifícios realizam-se lateralmente. Quando necessário, os equipamentos dispõem de um pátio interior anexo a uma área técnica, para colocação de equipamentos de térmica e ventilação.

TAGS
LINKS
FICHA TÉCNICA

 

FOTOGRAFADO POR
Galeria
projetos RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Prémios de Arquitetura BigMat’21

Mais informações »