Creche

A Creche da Santa Casa da Misericórdia de Vizela surge de forma natural, no terreno, numa plataforma de estável, inserindo-se no mesmo como um socalco. O volume arquitetónico ergue-se assim em continuidade com o espaço circundante, sem entrar em ruturas ou conflitos, quer com a envolvente natural quer com a envolvente construída, encontrando o seu espaço, sem invadir o das restantes valências do Campus.

Procurou-se estabelecer um diálogo contínuo entre a Creche e os seus utilizadores, eliminando barreiras arquitetónicas e espaciais, potenciando a relação e fluidez entre todos os espaços.

A Creche nasce do conceito de uma caixa, um invólucro que protege e medeia o programa interior com os espaços exteriores, valorizando-se uma vivência espacial complementar aos dois momentos. Esta relação permite a criação de um jogo de cheios e de vazios, desconstruindo a peça arquitetónica.

A orgânica natural e fluída que se pretende na vivência dos diferentes momentos que compõe a Creche, transparece também no seu desenho de fachada e planta. A linha curva surge como referência à criança, à sua dinâmica e consequente inquietude em relação ao mundo que a rodeia, questionando-o. Assim o traço curvilíneo e a circunferência aparecem como elementos de balanço, equilíbrio, que contrariam a rigidez da própria “caixa”, introduzindo-lhe uma dinâmica espacial que permite que o edifício adquira uma leveza singular.

TAGS
LINKS
FICHA TÉCNICA

Projeto
Creche

Localização
Vizela, Portugal

Cliente
Santa Casa da Misericórdia de Vizela

Arquitetura
Grupo Zegnea

Colaboradores
António Póvoas, Diogo Rodrigues, Mariana Rodrigues, Duarte Ramos, Sandra Sanroque, Rita Poças

Construção
Costeira – Engenharia e Construção, S.A.

Fotografias
João Morgado

Área
1265 m2

Ano Conclusão
2020

FOTOGRAFADO POR
Galeria
projetos RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Goma by Flowco

Azulejos ecológicos fabricados em Portugal