Edifício do Redondo

Categorias: Multifamiliar

O Redondo é o topo de uma fila de 4 edifícios construídos no princípio do séc. XX no centro de Coimbra. A sua forma cilíndrica responde ao cruzamento oblíquo entre duas ruas, e confere-lhe uma certa singularidade. A organização original, em duas casas independentes, foi mantida: um apartamento de rés-do-chão e uma casa de 2 pisos e cobertura nos pisos superiores.

A distribuição original era muito fragmentada: várias divisões pequenas em redor de grandes distribuidores. Os tetos altos conferiam aos espaços uma característica sensação de verticalidade.

A atuação baseou-se em 3+1 operações:
1. Uma série de precisos cortes nas paredes conectam os espaços verticais e o espaço horizontal é introduzido, enquanto as proporções originais se mantêm legíveis nos tectos. O espaço resultante é uma sequência dos originais, com os seus ritmos de janelas, portas, detalhes, luzes e sombras.
2. As infraestruturas são integradas e ocultas para manter o caráter original do espaço. O resultado dá a sensação de que nada foi feito.
3. Todas as funções práticas são resolvidas com uma série de peças isentas de mobiliário. A materialidade constante destes objetos (construídos em carvalho e sucupira) conferem ao conjunto continuidade e unidade.
+1. A eliminação de um plano de cobertura cria um pátio descoberto. Um espaço ambíguo entre dentro e fora, aberto e privado, com uma bela vista da cidade.
TAGS
LINKS
FICHA TÉCNICA

ARQUITECTURA

João Branco, Paula del Río

COLABORADORES

Gerson Rei

FISCALIZAÇÃO

André Leão

ESTRUTURA

Em Branco, Engenharia 

ELECTRICIDADE 

Fernando Canha

AVAC

IberConcept 

FOTOGRAFIA

do mal o menos

Galeria
projetos RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Isopan

Apresentamos a Esquadria Perfeita

Workshop . Lisboa

Como Vender o Que Não Se Vê