Edifício MPA

Implantado num terreno com uma área total de 1364 m2, o projecto desenvolve-se na antiga zona industrial do Porto, actualmente num processo de regeneração, com a desafectação do solo para outras actividades ligadas a actividades empresariais em substituição da anterior função industrial.

O plano de ordenamento do território classifica o solo como zona de “…progressiva instalação de empresas representativas das diferentes áreas de negócio e as que desenvolvam a investigação e inovação de excelência, de forma a promover a competitividade da cidade e o seu papel na região, bem como usos complementares, designadamente habitação, serviços, comércio, equipamentos e estabelecimentos hoteleiros, empreendimentos turísticos e de restauração e bebidas e de restauração e bebidas.”
Fazendo parte deste processo de regeneração, o edifício está implantado perpendicularmente à Rua Manuel Pinto de Azevedo (MPA).Porque incluído num lote objecto de operação de loteamento, a implantação respeita o plano.

A fachada sudoeste define uma nova praça aberta para a Rua Manuel Pinto de Azevedo. Procura o diálogo com este espaço público, desenhando uma frente marcada pela relação das entradas e lojas com esta “praça”. Esta ideia é reforçada pelo facto de o edifício se fechar na pequena frente de rua.

Formalmente contido, o volume construído quer afirmar dois momentos: o contacto com o solo, muito transparente, em vidro, onde todos os planos opacos são revestidos a chapa de ferro; e a relação com a linha do horizonte mais opaca, onde a alternância das aberturas dos vãos introduz tensão no desenho dos alçados. Estes pisos superiores serão revestidos com reboco delgado aplicado sobre isolamento térmico. Ao serem protegidos por telas exteriores na cor do reboco, os vãos contribuem nestes pisos para uma relação dinâmica da fachada, que assim poderá ter múltiplas combinações. Estes materiais, ferro e reboco delgado de a cor escura, aludem ao passado industrial da zona. A referência ao caracter de passado industrial do lugar esteve sempre presente nas nossas opções de desenho e materialidade do edifício.

De uso misto, o edifício acolhe uma escola e escritórios. Para permitir a autonomização de usos, duas colunas de comunicações verticais servem independentemente cada um dos programas. No rés-do-chão, uma “frente” de comércio vira-se para uma ampla praça a noroeste.

Nesta frente, duas lojas de acesso público pelo exterior do edifício – uma cafetaria e um centro de cópias – funcionam associadas ao programa da escola.

TAGS
LINKS
FICHA TÉCNICA

Projeto
Edifício MPA

Localização
Rua Manuel Pinto de Azevedo, Porto

Cliente
Predial Por (Grupo Empril)

Arquitectura
Lousinha Arquitectos

Arquiteto Responsável
Paulo Lousinha

Colaboradores
José Miguel Figueiredo, Marco Capela, Bruno Vieira

especialidades
Torção-e, J. Granjo, Rui Remoaldo

Construtor
Europa Ar-Lindo

Fiscalização
U L Done

Fotografias
Luís Ferreira Alves – Fotografia

Área total
1364 m2

Ano do projecto
2007-2009

Ano de construção
2009-2011

VÍDEOS
Galeria
projetos RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Registe a sua Empresa

Crie a sua conta gratuitamente e promova os produtos da sua empresa.

𝗣𝗼𝗿𝘁𝘂𝗴𝗮𝗹 𝗖𝗢𝗻𝗩𝗜𝗗𝗮 𝗧𝗼𝗱𝗼𝘀

Uma ação informal por um bom motivo