Forum Sintra

A projecto do Forum Sintra consiste numa complexa intervenção sobre um centro comercial pré-existente adossado ao supermercado Feira Nova, que se encosta à IC-19 na chegada a Sintra (Abrunheira). O espaço de lojas e cinema foi demolido para dar lugar ao novo edifício, enquanto o supermercado se mantém em funcionamento, subindo após esta intervenção a outro patamar comercial, passando a operar como Pingo Doce.

 

A relação com a IC-19 é evidente, como é a relação com a Serra de Sintra e a sua reconhecível e ondulante silhueta, coroada pelo Palácio da Pena, reinvenção romântica de D.Fernando II.

 

É destes pressupostos que parte o desenho da nova arquitectura, que procura conciliar numa invenção contemporânea, impulsos tão distintos no tempo e no espaço.

O edifício parte de uma volumetria clara, que acompanha a via rápida e se adossa em torno da grande superfície existente. A sua massa é separada em dois extractos verticais opostos: uma base pesada, em betão negro que liga o edifício ao chão, e um segundo volume recuado em reboco branco, de referência mais evidente à tradição portuguesa.

 

O forte contraste destes materiais e texturas confere ao conjunto um aspecto radicalmente abstracto e moderno, mas que ao mesmo tempo lhe garante uma presença elegante e culturalmente integrada.

É sobre esta base que se escava o desenho dos espaços (malls) do novo Forum Sintra.

 

Tradicionalmente desenhados como ruas internas rectas e curvas que se encontram em praças de formas variáveis, aqui a sua configuração partiu de um conjunto de segmentos de “mall” rectos de identidades construtivas diversas. Têm inclusivamente nomes (ou conceitos) próprios, de projecto e de trabalho, que têm servido de norte na procura do desenvolvimento da especificidade de cada ambiente.

 

Temos, por exemplo o “concrete mall” de tectónica forte, integralmente em betão à vista, ou o “elegant mall” em vidro preto, pedra preta e cuidados detalhes em aço inox, com uma luminosidade filtrada. Temos um surpreendente “green mall”, espaço etéreo, flutuante, que assume com naturalidade as suas infraestruturas e nos levita num ambiente vegetal abstracto, no verde dos vidros do seu pavimento. Temos ainda o “home mall” de estrutura e revestimento em madeira lamelada. A madeira tem a dimensão táctil insubstituível. Fala-nos de Casa (home).

Aqui se pára. É o “food court”, onde a esplanada ajardinada nos coloca numa relação visual recortada com a serra de Sintra, como se fosse o seu prolongamento.

 

Temos outros, cada um com o seu intransmissível carácter, e que no conjunto constroem uma forte diversidade urbana. Tal como na cidade.

Estes “malls”- linha que se sucedem, quando se intersectam, geram nos pontos de encontro as Praças, espaços de confluência. Sobre estas desce a luz natural, dos lanternins de vidro opalino (jóias), de formas peculiares pairam e que rompem a cobertura. No exterior assumem as suas geometrias inesperadas, geológicas.

 

São estes sólidos-lanterna que referenciarão na envolvente a nova centralidade que o Forum Sintra instala.

 

Também a presença do grande plano metálico dobrado (graphics) no qual se recorta o nome do centro afirma inequivocamente o edifício sobre a IC19. Trata-se de uma peça que simboliza a condição do carácter arquitectónico do edifício, sem as habituais decorações supérfulas, mas elegantemente directo ao modo de construir.

 

Esperamos por isso que dure actual por mais tempo.

 

 

TAGS
LINKS
FICHA TÉCNICA

Projeto

Forum Sintra

 

Localização
IC19 – Rio de Mouro, Sintra, Portugal

 

Cliente

Imoretalho – Gestão de Imóveis SA e Multi 25 – Sociedade Imobiliária

Arquitectura
ChapmanTaylor España – Arquitectura y Urbanismo
ARX Portugal, Arquitectos lda.
José Mateus
Nuno Mateus

 

Colaboradores
Sofia Raposo, Ricardo Guerreiro, Emanuel Rebelo, Fábio Cortês, Diana Afonso, Miguel Torres, Filipe Cardoso, Marc Anguille, Bruno Martins, Joana Pedro, Décio Cardoso
Consultor – Design

 

Ano do Projecto

2008 – 2010

Ano da Obra

2009 – 2011

 

Área
55.000 m2 (GLA)
230.000 m2 (Área Bruta de Construção)

 

Consultor – Design

T&T

Consultor – Iluminação

Har Hollands Lichtarchitect

 

Arquitectura Paisagista

Jardins do Paço – Arquitectura Paisagista

 

Estruturas

Dimstrut – Engenharia de Estruturas

 

Instalações e Equipamentos Eléctricos, Telecomunicações e Segurança Integrada

PEN, Projectos de Engenharia, Lda.

 

Instalações e Equipamentos de Águas e Esgotos

PEN, Projectos de Engenharia, Lda.

Instalações e Equipamentos Mecânicos

PEN, Projectos de Engenharia Lda.

Fiscalização

FICOPE / Engexpor – Consultores de Engenharia, Lda.

Construtor

Consórcio MotaEngil / Opway

 

Galeria
projetos RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Formação 3dsMAX + Vray

janeiro de 2022 | online