Ilustrarte

Categorias: CulturaEfémera

Caixas para nos guardar

Uma vez mais, a exposição Ilustrarte oferece um excelente panorama do atual estado da ilustração contemporânea internacional. Uma mistura muito eclética de estilos, técnicas e temas, reflexo de uma grande variedade de backgrounds culturais, nomes consagrados ao lado de valores emergentes.

Simples e banais, de dimensões standard, eficazes e versáteis no seu origami de dobras, as caixas de cartão transportam- nos nesta edição da Ilustrarte.
Instaladas provisoriamente nas salas brancas do museu, o seu empilhamento transforma o espaço expositivo num armazém de histórias, arrumando mistérios em caixas fechadas e revelando ilustrações em caixas abertas.

A caixa de cartão é, assim, a unidade base que se multiplica e preenche toda a exposição, cobrindo pavimentos e paredes num jogo efémero de possibilidades infinitas.
A sua neutralidade utilitária reforça o protagonismo das obras selecionadas, guardando os autores e os seus livros numa contínua repetição e descoberta ao longo das salas.

As novas paredes de cartão erguem-se como um desenho inacabado, tão organizado como desorganizado, onde é fácil adicionar ou subtrair caixas, terminar uma história e começar outra.

TAGS
LINKS
FICHA TÉCNICA

Projeto

Ilustrarte – Bienal internacional de ilustração para a infância

 

Localização

Centro de Cultura Contemporânea de Castelo Branco, Portugal

Arquitetura

Pedro Cabrito + Isabel Diniz arquitectos

 

Autores

Pedro Cabrito
Isabel Diniz

 

Construtora

Stripeline + CM Castelo Branco

 

Materiais

Caixas cartão canelado

MDF

 

Área total construída (m2)

800 m2

 

Ano de conclusão da obra

2022

FOTOGRAFADO POR
Galeria
projetos RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Subscrever Newsletter

Já subscreveu a nossa newsletter?