Moradia Gustavo

Localizada num terreno com um desnível acentuado face à cota do passeio, inserido numa área urbana consolidada, constrói-se uma moradia unifamiliar.

O principal requisito para a obra passou pela implantação da moradia à cota natural do terreno, e o seu desenvolvimento num único piso, ausência de obstáculos, fluidez de circulação e comunicação entre o interior e exterior, sem esquecer a sua integração urbana.

Do ponto de vista formal a moradia é composta por um monobloco onde emerge o corpo da entrada que acompanha as zonas de circulação da casa, e onde se desenham um conjunto de aberturas que permite criar jogos de luz subtis no interior.

O programa articula-se em torno da área de lazer da casa e da sua relação com o exterior. A circulação é feita por um corredor central que liga todos os espaços da casa e que proporciona uma dinâmica própria garantindo que todos as divisões beneficiam de forma equilibrada da entrada de luz, da privacidade e das vistas.

A moradia destaca-se por um desenho simples e depurado com destaque para o corpo da entrada e pala continua do alçado de trás que serve de protecção ao envidraçado dos espaços de lazer e cozinha desenhados em planta livre, elementos marcantes de valor acrescentado.

No conjunto a proposta dá uma responde equilibrada as pretensões de um espaço amplo para reunir pessoas na zona de lazer onde se privilegia a interacção entre o interior e o exterior, assim como, às necessidades de uma família com dois filhos.

TAGS
LINKS
FICHA TÉCNICA

Projeto
Moradia Gustavo

Localização
S. Maria da Feira, Portugal

Arquitetura
Sandra Couto Arquitectura

Equipa Técnica
Sandra Couto
Victor Silva
David Simões

Construção Civil
WinnerCosmik

Ano
2019

Galeria
projetos RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Subscrever Newsletter

Já subscreveu a nossa newsletter?