Moradia Unifamiliar | São Pedro do Estoril

Translator

 

Translator

 

Translator

 

 

A presente proposta para a Moradia Unifamiliar | São Pedro do Estoril, tem como objetivo a construção de uma moradia unifamiliar que se irá encaixar no lote orientando-se no sentido Norte-Sul. A moradia articula-se com o terreno, que é bastante sinuoso, em patamares, ocupando a área central do mesmo.

Partindo dos parâmetros urbanísticos definidos no Alvará de Loteamento e do programa estabelecido, criou-se um desenho contemporâneo capaz de respeitar as regras definidas, procurando estabelecer uma imagem simples e de fácil relação com o lugar, respondendo simultaneamente às atuais exigências de conforto e habitabilidade.

Tirando partido da volumetria do piso superior, o átrio de receção exterior, encontra-se abrigado, permitindo o resguardo dos seus utilizadores em relação aos elementos meteorológicos e caracteriza-se por servir de miradouro para a Baía de Cascais.

A entrada principal na moradia faz-se ao nível do piso 0. A porta de entrada – elemento oculto, por ter o mesmo acabamento da fachada – não se vê desde a Rua, virando-se para poente, permitindo enquadrar a vista na arquitetura.

Os compartimentos contabilizados para índice distribuem-se em 3 pisos, com acesso a partir do núcleo de escadas central e do elevador. Dois pisos com compartimentos da zona privada (o piso térreo e o piso 1) e um piso desenhado para os espaços sociais. Estes assentam no embasamento abordado anteriormente, que terá todas as zonas técnicas associadas ao funcionamento da habitação.

Os espaços sociais da casa – sala de estar, sala de refeições e cozinha – caracterizam-se pela grande amplitude visual, que permite ao observador projetar o olhar com foco no exterior, atravessando todo o espaço interior. Ao abrir as vistas para o horizonte, torna este espaço no ponto nuclear da habitação.

Com a premissa de construir algo para um futuro melhor, o projeto atende a uma maior eficiência energética pelos materiais e funcionalidades utilizadas.
Estas preocupações encontram-se espelhadas na caixilharia utilizada que se evidencia diretamente na redução do custo da eletricidade para a climatização dos espaços interiores. Todos os vãos procuram tirar o máximo partido das condições ambientais locais sem comprometer o desempenho energético. Por outras palavras, a salubridade estará garantida pelas altas janelas de sacada que irão providenciar uma boa ventilação e iluminação natural.

Assim, ao nível da composição dos alçados, a iluminação natural é garantida por vãos de dimensão variada. No alçado Poente e Sul teremos grandes vãos de forma a garantir uma boa iluminação para os espaços que servem, sendo os alçados Norte e Nascente pautados por menos aberturas, ainda assim importantes para o espaço interior em que se inserem, acrescentando momentos imprescindíveis nos mesmos.

Em virtude do prolongamentos das lajes, a zona social encontra-se protegida da projecção solar directa, conferindo a esta volumetria uma dupla funcionalidade, essencial na forma como a moradia irá ser habitada.

Em todos os pisos da moradia são criados diferentes pontos focais para os jardins exteriores que “nascem” das próprias lajes e trazem a natureza para o inteiror dos espaços. São criados diferentes momentos de iluminação, propondo-se uma dualidade entre o exterior e o interior.

TAGS
LINKS
FICHA TÉCNICA

Translator

 

Translator

Translator

 

 

Translator

Projeto | Moradia Unifamiliar

Localização | São Pedro do Estoril

Promotor | Particular

Autor | Humberto Conde

Colaboradores | João Mendes

Modelo 3D | Luan Brandão

Área Lote
796,00 m²

Área Construção
241,42 m²

Data | 2023

Galeria
projetos RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Biblioteca BIM Leca ®

»