Muro Crossfit

Muro Crossfit – A complexidade e a velocidade da vida quotidiana actual, com o aumento das horas de trabalho e a diminuição do tempo de descanso, levaram a um novo protagonismo dos espaços de exercício colectivo nas formas de vida urbana. Nestes lugares, os objectivos são vários e o tempo perde-se na indefinição de lazer e de ócio. Ao tempo do exercício sobrepõem-se o tempo de estar e o de conviver.

Com o crescente sedentarismo contemporâneo, uma série de movimentos banais como o saltar, correr ou agachar foram desaparecendo do nosso dia-a-dia. No crossfit, o pragmatismo na recriação destes antigos hábitos é evidente e a relação do tempo de exercício e dos objectivos a atingir, pretende-se, sobretudo, eficaz. No entanto, durante os treinos, os praticantes acabam por dividir-se entre momentos de alta intensidade física e momentos de descanso e relaxamento prolongado.

O muro crossfit, o ginásio que foi ocupar uma antiga confecção situada no bairro de couros, no centro histórico de Guimarães, exigiu uma adaptação influenciada por esta condição: um desejo, naturalmente, funcional e racionalista de preparar um espaço para o exercício físico, e a intenção de proporcionar momentos de lazer, ou mesmo ócio, a quem visita o espaço regularmente.

Neste projecto de custos controlados, o aproveitamento das instalações sanitárias existentes e a necessidade de inserção de uma zona de corta fogo junto da entrada, definiram a nova construção, enquanto o vazio resultante das duas construções desenharam as duas arenas de exercício.

A nova materialidade foi definida de acordo com os recursos existente e as actuais exigências: nas antigas paredes os azulejo brancos foram complementados com azulejos pretos com a mesma dimensão; e à antiga estrutura de betão, por vezes descoberta, foram adicionadas novas camadas coloridas, que juntamente com a estrutura de metal, o contraplacado de madeira e o policarbonato, pretendem criar novas barreiras e definir espaços confortáveis para comer, beber, cozinhar, vestir e tomar banho.

A transformação destas fábricas obsoletas do Bairro de Couros em ginásios e outros serviços pode ser uma forma de densificar e introduzir diversidade no interior dos quarteirões, onde estas fábricas desocupadas deixaram um vazio urbano desocupado e em ruína.

Desta forma, tentou-se estabelecer um espaço contínuo e flexível, onde as novas materialidades construtivas se misturam com as existentes, proporcionando as mais diversas actividades físicas, num ambiente que se pretende simultaneamente frenético e confortável.

TAGS
LINKS
FICHA TÉCNICA

Projeto
Muro Crossfit

Localização
Bairro de Couros, Guimarães, Portugal

Arquitetura
merooficina

Equipa
Catarina Ribeiro, Vitório Leite, Rita Serra e Silva, Mar Hernandez, Rafael Monteiro

Mobiliário
merooficina

Fotografias
José Campos

Área
600 m2

Ano
2018

FOTOGRAFADO POR
Galeria
projetos RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Webinars Leca®

Inscreva-se!

Free live webinar

V-Ray for Rhino