Pastelaria Poison d’Amour

A meio caminho entre o jardim do Príncipe Real e o jardim botânico descobre-se no piso térreo de um edifício oitocentista, a mais especializada pastelaria francesa da capital, a “Poison d’Amour”.

Decidiu-se que a arquitectura deveria assumir um papel discreto, o que ditou um diálogo de luz entre o somatório de todas as cores e a ausência de cor (preto e branco). Tendo como cenário para um desfile de produtos muito coloridos, o ambiente neutro foi o escolhido para a patisserie française brilhar.

Criámos uma cinta, desligada de toda a estrutura original, e todos os elementos, paredes, tectos e pavimentos foram pintados a preto mate, ficando somente à vista o revestimento em pedra de lioz do arco que se apresenta na sala de entrada. A cinta branca imaculada circunda todos os espaços, criando uma relação entre os vários compartimentos, sendo que ao mesmo tempo permite dar suporte a qualquer tipo de intervenção decorativa por parte do Cliente. 

A cinta, permitiu passar a maioria das infraestruturas por detrás, apoiando-se nesta estrutura de suporte e evitando a abertura de roços e entulhos, tornando assim a obra mais célere e económica. Substituíram-se todas as caixilharias existentes por perfis em aço mais esbeltos e sem travessas, permitindo estabelecer uma relação mais forte entre interior e exterior.

TAGS
LINKS
FICHA TÉCNICA

Projecto
Pastelaria Poison d’Amour

Cliente
Privado

Localização
Rua da Escola Politécnica nº 32, Lisboa 

Co-Autoria
71 Arquitectos + Arqº David Carqueijeiro

Coordenação
Emanuel Romão

Colaboração
Arnaud De lanève, Paula Lemos Romão

Construtor
Qualiflat, lda

Especialidades
Sublimerito, projectos e consultadoria

Medições
Dibato

Redactor
Ricardo Henriques

Decoração
Susana Camelo

Equipamento Hotelaria
Sovithen, lda

Fotografia
João Morgado

Área de Construção
 120 m2

Ano
2011

FOTOGRAFADO POR
Galeria
projetos RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Margres Architecture Award

Saber mais »

Webinars Leca®

Inscreva-se!