Prazeres 37

Prazeres 37 – Um refúgio escondido em Lisboa

O conjunto nasceu de um projeto de valorização patrimonial de um edifício devoluto com uma ex- tensa área em logradouro. Nessa área foi construída uma fração unifamiliar independente, que aqui apresentamos como casa Prazeres 3
A casa desenvolve-se em dois níveis, refletindo a adaptação à topografia e definindo a relação com a construção na parcela fronteira. Uma das principais preocupações do desenho foi a de promover uma massa que volumetricamente se apresentasse como elemento anónimo, enterrado, que de- saparecesse no território confundindo-se com o manto verde existente. Adaptando-se às cotas existentes, o programa materializa-se em duas partes. O núcleo superior é composto pelas áreas comuns. A zona de estar, de jantar e a cozinha são contínuas e a sensação de estar ao ar livre é realçada por grandes planos envidraçados. Na ala inferior, são desenhadas cinco suítes – uma de- las independente – que se debruçam sobre o jardim e piscina.
Em termos funcionais, as casas Prazeres 37 e Possidónio da Silva 37 (antigo edifício devoluto acima referido) encontram-se ligadas entre si através de uma zona de comunicação composta por átrio de entrada, acessos e estacionamento. O ponto de encontro entre as duas parcelas é feito no exterior.
Transversal a toda a intervenção foi o cuidado em manter a privacidade dos habitantes por isso, embora contíguas entre si, foram desenhadas barreiras visuais naturais que enquadrassem as duas tipologias e lhes dessem o protagonismo necessário nos núcleos em que se encontram.

TAGS
LINKS
FICHA TÉCNICA

Projeto
Prazeres 37

 

Localização
Lisboa, Portugal

Cliente
Privado

Arquitetura
Fragmentos

Construtora
Socifago

Engenharia
Fragmentos GLFV

Arquitetura Paisagista
Polen Land Design

Fotografias
Ivo Tavares Studio

Área
232m2

Ano
2020

FOTOGRAFADO POR
Galeria
projetos RELACIONADOS
PUBLICIDADE

World Architecture Festival 2022

Take a ticket here »