Reabilitação de Prédio na Travessa do Ferraz

Reabilitação de Prédio na Travessa do Ferraz – Em pleno Centro Histórico do Porto, Património Mundial da Unesco, deparamo-nos com um edifício em ruína, reduzido à robustez das suas pareces exteriores de granito.

O desafio passou por idealizar um habitáculo interior contemporâneo que partindo desta pré-existência, recriasse um programa de espaços e materiais com fortes referências à arquitetura oitocentista do Porto.

Atualmente o edifício compreende dois espaços habitacionais e um espaço com vocação comercial. As habitações organizam-se em duas unidades autónomas que se sobrepõem, uma de tipologia T0 e uma outra de tipologia T3.

Encontrando-se num gaveto que divide dois arruamentos com acentuados desníveis, o edifício adapta-se a esta morfologia, apresentando entradas a diferentes níveis. Um, à cota mais baixa, a partir da Rua da Vitória, oferece acesso ao espaço comercial. Outro, à cota mais alta, desde a Travessa do Ferraz, garante o acesso às habitações.

A construção implanta-se num tramo bastante estreito dos arruamentos, criando uma grande proximidade entre as fachadas dos primeiros pisos. Apenas o último se eleva relativamente à envolvente, projetando a vista sobre o Centro Histórico a partir de uma generosa varanda.

Por se tratar de uma reabilitação, a intervenção preconizou uma aproximação aos materiais e técnicas construtivas originais. As paredes de alvenaria existentes foram reabilitadas e preparadas para receber a nova estrutura. Um conjunto de vigas estruturais em madeira apoiam tetos e pisos no mesmo material, ficando estes intercalados por barrotes e materiais de isolamento térmico e acústico. Vigas metálicas perimetrais fixadas às paredes de alvenaria de pedra e ligadas aos elementos estruturais de madeira estabilizam o conjunto.

Todos os vãos receberam novos caixilhos exteriores em madeira maciça. Todos os elementos em ferro foram restaurados. O corpo superior, recuado, foi revestido a zinco nas paredes e em telha cerâmica na cobertura de duas águas, em diálogo com a sua envolvente próxima e enquadrando-se na paisagem do centro histórico.

A estrutura de madeira à vista, o branco que une paredes e tetos, o cinzento dos móveis, e a cor quente da madeira que reveste o chão são os elementos contínuos que contribuem para a fluidez dos espaços.

As opções subjacentes a esta intervenção tiveram em conta as exigências atuais de conforto e salubridade, nomeadamente no que diz respeito ao cuidado com a ventilação dos espaços e diminuição das perdas térmicas, bem como o acondicionamento ordenado e oculto das infraestruturas necessárias.

Todas as intervenções referidas foram norteadas pelo princípio da reversibilidade, no máximo respeito pelas pré-existências.

TAGS
LINKS
FICHA TÉCNICA

Projeto
Reabilitação de Prédio na Travessa do Ferraz

Arquitetura
PFMJM- Paulo Freitas e Maria João Marques Arquitectos, Lda. 

Arquitetos responsáveis
Paulo Freitas e Maria João Marques

Construtor
Justino Silva Construções, Unipessoal Lda.

Carpintaria
Feitios e Tamanhos – Carpintarias, Lda.

Projetos de Especialidade

Estabilidade
Poliedro – Centro de Projectos de Construção, Lda.

Instalações Telefónicas e Telecomunicações
Comportamento Térmico
Comportamento Acústico
Instalações Eletromecânicas

Enescoord – Coordenação Gestão de Projetos e Obras, Lda

Redes Prediais de Águas e Esgotos
Fernanda Valente, Unipessoal Lda.

Materiais e Produtos
Knauf
Grupo Sosoares
Valchromat
Oli
Geberit
Roca
Duravit
Bruma
Corian
Bandalux
Gercima
Osvaldo Matos
JNF

Fotografias
Inês d’Orey

Área Bruta de Construção
276 m2

Data de Construção
2019

Galeria
projetos RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Registe a sua Empresa

Crie a sua conta gratuitamente e promova os produtos da sua empresa.