The Palm 313

A casa situa-se na remota praia das chocas, no norte de Moçambique, África.

Com vista panorâmica sobre o mar e privilegiado acesso directo à praia, o lote está integrado numa área balnear de escassa densidade urbana, em desenvolvimento, e de acessos precários, talvez por isso de uma beleza inigualável.

São várias as condicionantes que o projecto considerou. Adaptou-se às circunstâncias de construção, escassez de água, carência de energia e facilidade manutenção da casa no contexto.

Responde assim a diversos aspectos que não se querem perceptíveis na sua utilização.

Concebida considerando a sua envolvente, a privacidade pretendida e um profundo conhecimento do local e da cultura, esta construção de grandiosa escala para qualquer contexto, mas principalmente no seu, procura que quem circule na rua, apesar do inevitável impacto, não tenha a real percepção da sua dimensão.

Não se antevê a grandeza da construção, das áreas interiores e exteriores que se desenvolvem desta fachada para dentro, e a vida da casa e da sua grande área exterior de piscina e relvado que se debruçam sobre o mar.

Organizaram-se três pisos em volumes rectos, 100% revestidos, de cor clara onde imperam o branco, o vidro, a luz quente e as palmeiras.

O longo e linear volume inferior pousa no piso térreo; no piso intermédio descontruíu-se o volume que se movimenta sobre o volume inferior, criando sombras sobre os grandes panos envidraçados, criando terraços e dando leveza à construção. Culmina no volume puro do piso superior, de sala, que remata a construção e nas suas duas grandes superficies vidradas encara o mar e a incrível paisagem africana.

Na gestão de relações espaciais interior/exterior houve a intenção de abrir apenas as duas salas – piso 0 e piso 2 – para o lado da estrada e do lado da praia a fachada de 3 volumes ser apenas vidro.

Um longo terraço sai da suite master encarando o mar e direccionando a cascata que cai sobre a piscina.

Os braços de uma árvore em betão sustentam este terraço, dando inicialmente o nome ao projecto – casa da árvore, actualmente The Palm 313.

No piso térreo, desenharam-se portadas de correr e de harmónio com lâminas verticais oblíquas em alumínio, reinventando as tradicionais grades muito usadas no país e respondendo às necessidades de forma enquandrada no nosso desenho. Para além de responder a questões de segurança, são parte da imagem da casa, dando-lhe um nova pele quando fechadas ou abertas.

Os pilares também obliquos, revestidos a madeira, visiveis através dos grandes panos de vidro, sobressaem e são um apontamento do que se encontrará de trabalhos de madeira por toda a casa quando nela se circula.

A prioridade foi responder aos requisitos do cliente e projectar o seu dia-a-dia ao habitar a casa.

Criou-se um espaço em que secundarizamos a circulação directa na sua frente rua, o utilizador da casa não se apercebe das movimentações do exterior e sente-se em plena harmonia na sua utilização entre casa e praia.

TAGS
LINKS
FICHA TÉCNICA

Projeto

The Palm 313

 

Localização

Chocas Mar, Nampula, Mozambique

 

Arquitetura

MJZ Arquitectos – Maria João Zagallo

 

Arquiteta Responsável

Maria João Zagallo

 

Construção

Mozago Construção

 

Fotografias

Paulo Alexandre Photography

 

Área

1630 M2  + 2000m2 Arranjos Exteriores

 

Ano

2021

Galeria
projetos RELACIONADOS
PUBLICIDADE