Trienal de Arquitectura de Lisboa

Categorias: Efémera

O júri considerou este projeto como único, na medida em que acentua a coerência do conceito da exposição. De acordo com o sumário do projeto: “A ideia que nós estamos tentando potencializar e que estamos apresentando para a Exposição Trienal de Arquitetura de Lisboa, no Museu da Eletricidade, é uma ideia que está relacionada ao interior (a casa) e o exterior (seu jardim)”.

Desta forma, no projeto vencedor, o objeto cenográfico figurativo representa uma casa, criando um senso de transição entre o “exterior verdadeiro” e o “exterior metafórico”. As funções da casa são ao mesmo tempo um filtro entre a rua e o espaço de exibição, sendo este o lugar onde a introdução às peças de exposição e os possíveis elementos audiovisuais são encontrados num espaço mais escuro. Isto é uma alusão direta ao tema da Trienal – Vamos Conversar Sobre Casas – um componente chave que desempenha um papel importante e eficaz na montagem de toda a exposição.

De acordo com o conceito proposto, as exposições são dispostas na área referida como “exterior metafórico” que apresenta plintos desenhados usando, como inspiração, o formato das pétalas da flor do Flamboyant – Delonix Regia – sobre a qual os objetos da exposição são colocados.

A intensidade expressiva ou lúdica que o projeto pode criar também foi valorizada e foi considerada um elemento importante no contexto de uma exposição destinada a um público amplo.

TAGS
LINKS
FICHA TÉCNICA

Arquitetos

Claudio Vilarinho
Ano
2010

 

Tipo de projeto
Efêmero
Operação projetual
Instalação
Status
Construído
Materialidade
Madeira
Estrutura
Madeira e Metal
Localização
Lisboa, Portugal
Equipe
Arquitetura
Claudio Vilarinho
Colaboradores
Ernesto Pereira, Filipe Lemos, Gil Soares, Paloma Ibarra

Informação Complementar
Design Gráfico
Teresa Serôdio

 

Design de Luz
Paula Rainha
FOTOGRAFADO POR
Galeria
projetos RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Goma by Flowco

Azulejos ecológicos fabricados em Portugal