Arquitetura Hospitalar: entenda a importância desta área

Arquitetura Hospitalar: entenda a importância desta área | Entrevista com especialistas em consultórios médicos e odontológicos

Por Maria Rodrigues

A arquitetura hospitalar é uma área em constante evolução. É um ramo que envolve muitas especificações, exigências e regulamentações ligadas diretamente à segurança e bem-estar de pacientes. Para entendermos melhor sobre universo da arquitetura hospitalar convidamos duas grandes arquitetas especializadas na área!

Patricia Pontes nasceu em Salvador e graduou-se em 2013 em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal da Bahia e estudou arquitetura na Universidade da Coruña, na Espanha. Aline Sodré natural de Irecê também se formou em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal da Bahia, e assim como Patricia, cursou parte da faculdade na Universidade da Coruña. Aline atuou na área de Arquitetura Hospitalar e concluiu pela UFBA o curso de Introdução à Arquitetura Hospitalar em 2014.

Ambas são pós-graduandas em arquitetura aplicada à Saúde e carregam entre si um curso de Especialização em Projeto de Consultórios Odontológicos. Juntas criaram a APSP Arquitetos, e trabalham com projetos residenciais e comerciais voltados à diversos segmentos, principalmente, clínicas e consultórios médicos, terapêuticos e odontológicos.

Em entrevista exclusiva para a Quatro Estações, Aline Sodré contou um pouco sobre os desafios da área. Confira abaixo:

Quatro Estações: Como surgiu o projetosconsultorios? Quais foram as inspirações e incentivo para a escolha desse nicho?

Tivemos a oportunidade de ter um estágio na área que nos abriu os olhos para um mercado que ainda estava pouco explorado. Depois de alguns cursos na área e uma pós-graduação em arquitetura hospitalar, decidimos que seria esse mesmo o nicho ideal.

Como focamos inicialmente em projetos de arquitetura e interiores para clínicas e consultórios, a falta de profissionais que fizessem esse tipo de trabalho fez com que conseguíssemos em pouco tempo ter um público e um portfólio bacana de tipos diferentes de projetos de clínicas.

Quatro Estações: Qual a maior diferença entre a arquitetura tradicional e arquitetura hospitalar?

A arquitetura para ambiente de saúde é guiada por normas e é muito focada na experiência e na funcionalidade dos espaços. Mas não por isso não podemos incluir elementos decorativos e processos internos que chamamos comumente de humanização.

Os espaços de saúde estão cada dia mais modernos e mais interessados em dar conforto e um tratamento global aos pacientes, o que faz eles optarem por projetos cada vez mais bonitos e que não passem a sensação de estar em um hospital antigo, com espaços muito frios e sérios.

Quatro Estações: As técnicas e as tendências de decoração mudam em projetos para consultórios médicos? Quais itens não podem faltar?

Hoje em dia usamos muito dos acabamentos de paredes, piso e teto. Estamos cada vez mais saindo da pintura padrão que se aplicava e isso se deve ao desenvolvimento de tecnologias dos materiais.

Com os papeis de parede vinílicos podemos aplicá-los em quase todas as paredes da clínica trazendo um ambiente muito mais acolhedor e sofisticado com a praticidade que o material tem.

Outro item que amamos utilizar em nossos projetos são as telas blackouts como fundo fotográfico. Ideal para consultórios médicos e odontológicos elas formam um mini estúdio dentro do próprio consultório com a facilidade de serem retráteis e poderem ficar completamente escondidas no cortineiro quando não for usar. Esses estúdios atendem às mais novas demandas dos profissionais que estão sempre registrando os casos e digitalizando os atendimentos de saúde.

Quatro Estações: Na escolha de um papel de parede, por qual tipo devo optar?

No nosso caso usamos alguns tipos, mas os vinílicos são os mais ideais para áreas que os pacientes circulem pela facilidade de higienização, durabilidade e resistência.

Como hoje já temos no mercado diversos fornecedores e modelos, eles se tornam mais acessíveis e fazem muita diferença no aspecto geral dos ambientes de saúde, humanizando os espaços.


Quatro Estações:
Quais os maiores desafios que se encontra dentro da arquitetura para a saúde?

O maior desafio é conseguir compatibilizar as normas em clínicas cada vez menores, com isso precisamos de espaços muito bem aproveitados e que cumpram muitas funções, como no caso dos estúdios retráteis.

As normas servem para facilitar o trabalho da equipe e garantir a segurança do paciente durante o atendimento, por isso elas são muito importantes no processo do projeto, apesar de não serem limitantes.

Essas compatibilizações são o que fazem o trabalho de um especialista em projetos de clínicas ser fundamental em todo o processo, desde a escolha da sala, decoração, equipamentos e aprovação nos órgãos de fiscalização.

Quatro Estações: Quais os serviços que vocês oferecem? Como entrar em contato?

Hoje nosso escritório atende todo o Brasil com projetos do zero, reformas, consultoria de decoração e consultorias técnicas para quem quer planejar uma clínica ou quem já está com um projeto em andamento com outro profissional que não seja especialista na área.

Nós estamos no instagram com o projetosconsultorios, temos um site www.apsparquitetos.com ou através do telefone (71) 99983-5275

LINKS
Galeria
artigos RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Subscrever Newsletter

Já subscreveu a nossa newsletter?