Fontes

Através da interacção de dois volumes (para habitação e garagem) e de um jogo de planos, crámos um alçado cego – a norte, que não só permitirá maior privacidade à habitação, como consolidará o desenho e directrizes do alinhamento patente nas construções existentes.

Em termos conceptuais, e por consequência do jogo de planos que nos permitiu uma melhor integração na frente urbana, o projecto tenta desenhar-se numa lógica de planos verticais e horizontais.
Isto é, entende-se que os planos verticais configuram os limites de implantação e “sustentam” um grande plano horizontal que se quer autónomo e diz respeito à cobertura da habitação. Os alçados variam entre panos opacos e envidraçados com 2,60m de altura e a laje de cobertura será aparente para se evidenciar e autonomizar.

A organização interior dos compartimentos é bastante pragmática e fluída, havendo claramente uma distinção entre percursos íntimos e sociais, criteriosamente pontuados por aberturas que sugerem uma sensação de prolongamento e ampliação do espaço interior para o exterior.

TAGS
LINKS
FICHA TÉCNICA

Projeto
Fontes

Localização
Vila Nova de Gaia, Portugal

Arquitetura
PURA

Especialidades
OPO Engenharia e Consultoria

Visualização
NRenders

Galeria
projetos RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Subscrever Newsletter

Já subscreveu a nossa newsletter?