Museu Temporário Roy Lichtenstein

Categorias: Efémera

No âmbito de uma iniciativa que procura aproximar a arte das pessoas, Diogo Aguiar Studio e João Jesus Arquitectos pensaram um Museu Temporário para receber obras do artista americano Roy Lichtenstein (1923-1997) dentro de um centro comercial, em Lisboa.

 

 

Aproveitando a oportunidade de criação de um espaço de exibição menos convencional, afastado da lógica do cubo branco e abstrato, procurou-se explorar uma maior relação entre o contentor e o conteúdo, acreditando que esta pode contribuir para um maior envolvimento do público e um melhor entendimento das obras expostas.

 

 

Um espaço uno, acessível desde três pontos, é definido por três planos em continuidade fluída. As obras são expostas em paredes curvas de chapa ondulada e perfurada preta, que se assumem transparentes a uma maior distância, mas que conseguem definir espaço e revelar alguma opacidade a uma proximidade mais curta.

 

 

Se, por um lado, a perfuração na chapa remete para a imagética do artista (e até para algumas das suas criações no âmbito da escultura), por outro, a sua tonalidade escura coloca as obras artísticas em maior evidência, pelo forte contraste cromático. Tomando como referência as cores utilizadas pelo artista nas suas obras, o pavimento em linóleo e as luminárias articuladas assumem a cor amarelo-limão, contribuindo para conferir uma estética Pop ao espaço de exibição temporário.

TAGS
LINKS
FICHA TÉCNICA
Projeto

Museu Temporário Roy Lichtenstein

 

Localização

Av. Lusíada, 1500-392 Lisboa, Portugal

 

Cliente

Sonae Sierra

 

Arquitetura

Diogo Aguiar Studio

João Jesus Arquitectos

 

Construção

Unveil

 

Área

150.0 m2

 

Ano do projeto

2018

 

Fotografias

Fernando Guerra | FG+SG

FOTOGRAFADO POR
Galeria
projetos RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Archicad 24

Clique aqui para saber mais.

Webinars Leca®

Inscreva-se!